Adeus gordura, adeus barriga

AVISO: Todos os comentários que estejam identificados como anónimos serão apagados

sexta-feira, janeiro 27, 2006

Finalmente tomei coragem

Gritei com a minha mãe ao telemóvel no outro dia. Ela telefonou ao meu pai (acho que não foi muito simpática) a contar o que se passa comigo. O meu pai telefonou-me e de tanto ele perguntar-me o que é que eu tinha lá gritei "vomito há ano e meio". Não foi uma maneira muito simpática de dizer, mas foi o que saiu (sim, estava com uma crise de depressão e com instintos auto-destrutivos). O meu pai ficou assustado como é obvio. Agora telefona-me todos os dias :S. Domingo vem falar comigo (que porcaria!!).

Nesse mesmo dia acabei com o meu namorado que veio a "correr" cá abaixo (Algarve). Tratei-o mal, falámos, ele chorou, eu chorei, voltámos (ainda bem!!).

Hoje falei com a minha mãe... berrámos, insultámo-nos e entendemo-nos.

Estou com uma infecção urinária horrivel, mesmo grave. Ando a deitar sangue e tudo. Amanhã vou ao médico para tratar da infecção mas antes vou passar pelos serviços de saúde da universidade para marcar a consulta para o psicólogo. A minha mãe "quase" que obrigou-me para depois eu dizer-lhe o dia e ela ir comigo... diz que quer falar com o psicólogo para saber o que fazer (que porcaria!!).

Tenho comido tudo o que apetece-me. Felizmente não tenho tido compulsões, só tenho comido normalmente. Sinto-me mais gorda :(... mas vou continuar a comer normalmente, pode ser que o meu peso estabilize. Não fui ao treino na terça (devido à crise) e ontem (quinta) também não fui por causa da infecção. Domingo já avisei que não vou jogar (não quis dizer ao meu pai que ia ao jogo e que pouco importava-me se ele queria vir ou não). Pode até ser que a conversa não seja má de todo.

Descobri uma nova maneira de controlar a minha ansiedade... cozinhando. Tenho cozinhado todos os dias. Faço pratos de revistas de receitas que tenho em casa, modifico algumas... tenho saido-me bem... e a ansiedade tem andado controlada... minimamente.

De hoje em diante vou continuar a postar os meus dias mas, vou deixar de postar "NF" e "2468", coisas do género. Vou começar uma "dieta" com as kcal que o meu corpo precisa para viver e não sobreviver. Não vou mais maltratar o meu corpo, vou ter de aprender a viver com ele gordo ou menos gordo.

Penso que o post da Aninha (Cris) abriu-me os olhos. Eu só andava a destruir-me, a destruir toda a minha vida, as minhas relações interpessoais, o meu namoro... não quero essa vida. Quero ser feliz com o que tenho e desejar aquilo que é possível conquistar. Eu sempre soube que o peso que eu ambicionava atingir era sobrehumano... para mim. Eu provavelmente para o atingir teria de tornar-me anorética, ou seja, mais doente ainda.

Todo o meu corpo há meses que gritava por ajuda: o meu cabelo, a minha pele, os meus órgãos... mas eu não ligava e desleixava-me de tudo o que ele pedia. De hoje em diante não vou mais miar, não vou mais ter culpa por ter comido um pouco mais, é isso que leva a comer ainda mais que leva a mais culpa, e por aí fora... é um ciclo vicioso.

Existe tanta gente que gosta de mim, que está a lutar por mim. Não tenho o direito de ignorar a ajuda que querem dar-me. E é isso que vou fazer, vou lutar também eu pela minha recuperação, pela minha cura total (espero!!).

JiNhUx

Sei que repeti-me um pouco neste post mas, precisava que soubessem mesmo o que aconteceu, o que levou-me a lutar para sair deste pesadelo em que está a minha vida.

5 Comments:

  • At 2:17 da manhã, janeiro 27, 2006, Blogger behind_the_shadows said…

    ola arwen.por experiencia propria aconselho te um psiquiatra.. um psicologo nao pode medicar, pelo que se estiveres com depressao, ele apenas vai falar ctg... ou seja, a obcessao com a comida, a propria bulimia, pode acabar sim se fores ao psiquiatra e ele axar que deves tomar anti depressivos.. os que eu tomo sao mesmo contra a bulimia e transtornos obcessivos compulsivos.. e olhando po meu caso e pensando no teu, isto ja nao vai la com conversas no psicologo.. andei num psicologo mais de um ano e falava falava de nao me sentir bem com o corpo e dietas e tudo, e afinal nada.. dsde que fui ao psiquiatra sinto m mt melhor e realmente n tenho compulsoes ha ja 20dias... ok ate pode ser por causa dos medicamentos.. mas e entao?nao me vou por a pensar no que vai acontecer qd os deixar de tomar..eu vivo no presente e é agora que preciso de me sentir bem..
    beijo e boa sorte miga

     
  • At 6:58 da manhã, janeiro 27, 2006, Anonymous Anne said…

    olá amiga.. tomara q vc consiga sair dessa! =++++

     
  • At 6:59 da manhã, janeiro 27, 2006, Anonymous Anne said…

    q q tua mamy fez?? =+

     
  • At 9:21 da manhã, janeiro 27, 2006, Blogger Luna said…

    Arwen emocionaste-me mto com as tuas palavras... cada uma delas transmite o sofrimento que passas diariamente. Acho que fizeste mto bem em contar aos teus pais, n tenhas medo, eles querem sempre o nosso melhor, apesar de nem sempre o demonstrarem da melhor forma...
    O teu namorado tb parece ser o companheiro que precisas nesta altura... tenta n o afastares, ele certamente é das pessoas mais importantes que tens, pensa nisso ;)

    Qto à ajuda médica, acho que fazes mto bem. Afinal, qdo n conseguimos por nós próprias resolver as coisas, temos que contar com os profissionais, eles estão lá para isso ;) Tenta n esconderes nada, por mais dificil que seja... tenta ser tu própria, tenta mostrar-te como te mostras aqui, a nós... acho decididamente que é o melhor q fazes linda.

    Desejo-te toda a sorte, toda a determinação e tenho a certeza que acabarás por vencer esta parte dificil da tua vida e, sair deste sufoco. Estou a torcer por ti... aceita toda a ajuda possível do que te são queridos e querem o teu bem, eles serão um grande motor e um grande alento para os teus momentos mais difíceis.

    Acima de tudo... acredita em ti, acredita que serás capaz. Mima-te, mima-te mto pq mereces o melhor, pq mereces ser feliz.

    Beijinhos**** linda, estou ctg

     
  • At 1:29 da manhã, janeiro 28, 2006, Blogger Eliza said…

    Força Arwen!!! Agora não podes desistir! E concordo plenamente, vai ao PSIQUIATRA!!! Tu precisas de anti-depressivos, quem sabe até ansiolíticos, olha, eu sei que há mts pessoas que não gostam de tomar essas coisas, mas acredito que ias melhorar mesmo muito. E há mesmo medicamentos anti-depressivos excelentes para a bulimia. A ideia que todos os anti-depressivos engordam é erradíssima, estes (bulimia) até ajudam a controlar o apetite, e com os ansiolíticos... ;) no anxiety, no cravings, no binging!!! :) Acabam-se as compulsões. Eu volto para ver o desenlace dessa consulta, por isso vai dando notícias.
    Tens noção que dás apoio a mts pessoas cá deste lado, não tens? Bloggeiras ou não... ;)
    Eliza

     

Enviar um comentário

<< Home