Adeus gordura, adeus barriga

AVISO: Todos os comentários que estejam identificados como anónimos serão apagados

quarta-feira, outubro 19, 2005

Compulsão, tristeza e...

São 1:13 da manhã e estou com insónias. Querem saber porquê? Tive compulsão... estou a sentir-me suja. Sabem qual é a sensação? Pois é, essa mesma. Hoje estou particularmente nervosa... com o quê? Com tudo... a minha vida, as coisas que tenho para fazer, as saudades, o medo de falhar... tantas coisas.

Comi muito mas não vou miar. Não quero mais errar e estragar o meu organismo por burrice minha, por fraqueza minha. Estou revoltada comigo mesma, estou triste... acho que a razão porque comi foi mais vingar-me de mim mesma. Odeio-me e odeio o meu corpo. Não consigo gostar de mim. Quando me vejo ao espelho só vejo uma pessoa fraca e feia.

Tenho tanto medo de não aguentar a pressão deste meu ultimo ano de curso. Conseguir aguentar-me com as compulsões com tanta coisa que me deixa nervosa e insegura é demasiado complicado... ainda para mais quando são estes sentimentos que me conduzem à compulsão.

Ando insegura em tudo o que faço, embora por fora tente mostrar confiança e segurança. É demasiado complicado gerir estas "duas vidas", mas não consigo separar-me da minha "segunda vida". O medo é demasiado. Parece um bocado fútil mas um kilo a mais... meio centimetro a mais no meu corpo põe-me de rastos.

Penso muitas vezes em tudo o que tenho na vida e vejo que não tenho muito de me queixar. Tenho uns pais que, ao jeito deles, gostam de mim. Uns avós maternos super atenciosos e carinhosos. Um irmão que ao apesar de ser como é, eu adoro-o. Um namorado que só me dá mostras de gostar de mim. Que mais eu quero!!?? Ser magra é a resposta... e principalmente, gostar de mim.

Já tentei gostar de mim da maneira que sou (um pouco "cheiazinha"), mas não consigo... simplesmente não consigo. Eu, mais do que ninguem, admiro as pessoas pelo que elas são... mas a mim não consigo fazer isso. Acho-me demasiado imperfeita, tanto interiormente como exteriormente. Ando a tentar mudar as duas coisas, mas não é fácil... ninguem disse que era, claro!! Né??

Quero muito ser feliz... toda a gente quer né? Mas eu preciso mesmo de me sentir feliz, pelo menos nos aspectos mais importantes da minha vida (com o curso e comigo).

Preciso de uma mudança na minha vida (pra melhor). Quero mudar a rotina, sentir-me com mais forças para encarar o dia-a-dia. Tenho acordado e levado o dia de arrastão... tipo: "tem de ser... é só mais um dia". Depois o dia passa e fico desconsolada porque sinto que desperdicei um dia em nada produtivo.

Este post foi mesmo só queixas... mas o sítio é meu e faço o que quero dele... ao menos aqui posso fazer o que eu quiser, até me queixar da minha vidinha. Corro risco é de ninguem ler, rsrsrs. Paciência!! Estes posts também são mais desabafos. Pode ser que alguem se identifique com o que escrevi e o meu desabafo possa ajudar alguem a sentir-se menos "sozinha".

Um beijão para todas as pessoas que comentaram no meu blog. Adoro-vos a todas(os).

Jinhux.

1 Comments:

  • At 6:51 da tarde, outubro 19, 2005, Anonymous Anónimo said…

    1:13 de ontem e estava eu na cama a olhar pro tecto, incapaz de dormir c o peso (na alma) da compulsão de ha instantes... pensava q deveria ser a unica pessoa sem dormir por algo assim, alg c uma cama quentinha, td de conforto... enfim...

    ainda ha pouco uma amiga me dizia:
    n entendo tens td, pq nunca te vejo satisfeita? parece q te falta sempre alguma coisa? e eu pensei para mim: ter esse teu corpinho!!!

    pareço horrivel? futil? e como diz a Arwen, aqui posso ser eu mesma (nestes mmts posso parar de fingir q este lado da minha vida nao existe)... espero q n te importes de o estar a fazer miga, o teu blog merece melhores comentarios do q este meu mas... foi oq de verdadeiro havia para dizer...

    Arwen, o teu desabafo ajudou me a sentir-me menos sozinha... Bjs***

    Clara

     

Enviar um comentário

<< Home